Mulher assustada com o valor da cinta de luz

Ar Condicionado Portátil gasta muita energia? Veja a média de gasto desse eletro!

Nos dias de muito calor, alguns lugares precisam da ajuda de um ar condicionado portátil. Mais convenientes que os modelos split, eles ganharam popularidade nos últimos anos. Mas você sabe quanto gasta um ar condicionado portátil?

Neste texto, você vai entender melhor como calcular os gastos desse eletrodoméstico. 

Veja também: Fizemos pesquisa sobre os melhores modelos de ar condicionado portátil da atualidade!

O que é preciso para calcular o consumo de energia?

Para responder essa pergunta, antes é preciso ter em mãos alguns dados. São eles: 

  • Horas diárias de uso;
  • Dias de uso no mês;
  • Consumo de energia em kWh por mês;
  • Preço da energia em kWH por mês.

Os dois primeiros critérios são bem simples e rapidamente você tem em mãos. Os dois últimos podem ser um pouco mais complicados de achar, mas não se preocupe: Uma busca rápida no Google informa quanto um ar condicionado consome de energia e quanto se cobra em cada capital do país. 

Para que fique mais claro, vamos fazer alguns exemplos para que você consiga entender melhor o quanto este eletrodoméstico afeta sua conta de energia. 

Como calcular o consumo de energia?

Vamos utilizar esta calculadora para saber os valores. Num primeiro cenário, você tem um ar condicionado portátil de 10.000 BTUs. Você o utiliza por 8 horas, durante 17 dias. De acordo com o manual da fabricante, este tipo de aparelho consome 20 kWh por mês. Se você mora em São Paulo e em residência, seu kWh é de 0,656. O valor total no final do mês é de R$ 59,48.

Se você tem um ar condicionado portátil de 12.000 BTUS e o utiliza durante 26 dias, por 12 horas, de acordo com o padrão, este aparelho consome 25 kWh. Se você mora em Teresina, o kWh é de 0,62. O valor total no final do mês é de R$ 161, 20.

O que gasta mais: tradicional, ventilador ou portátil?

Pode não parecer, mas o ar condicionado portátil gasta mais energia do que o ar condicionado tradicional e o ventilador. Entretanto, é preciso ter cautela com alguns cenários. Se usarmos os mesmos dados que usamos para o ar condicionado portátil (26 dias, 12 horas), existem aparelhos de 12000 BTUs que consomem entre 22,5 kWh e 32,5. Nessa situação, o primeiro pesaria menos no bolso enquanto o segundo não.

Se levarmos em conta um ventilador convencional, ligado 8 horas por dia, então o gasto tem a média de 15,6 kWh enquanto que os de teto têm em média 28,8 kWh. Mais uma vez, na primeira situação seria bem mais barato para o bolso enquanto na segunda situação não.

O ideal para fazer melhores comparações é escolher para os 3 eletrodomésticos uma tarifa de um mesmo local e um número de horas específico. Assim, é possível ter mais clareza de qual dos 3 consome mais dentro da situação estipulada.

Enfim, vale a pena entender bem qual a sua situação para você escolher o melhor eletrodoméstico.

Veja também: Conheça vantagens e desvantagens de um Ar Condicionado Portátil!

Perguntas frequentes sobre o gasto de energia de um Ar Condicionado Portátil

O que pode fazer o ar condicionado portátil gastar tanto?

Um dos fatores que pode influenciar é a instalação, que se não bem feita, acarreta em problemas não só de funcionamento, como de gasto. Outros fatores também têm relação com o modo de uso e a duração.

Em qual estado do Brasil pode ser mais caro utilizar um ar condicionado portátil?

De acordo com os dados da ANEEL, de 2022, Pará é a cidade com a tarifa energética mais cara, sendo 0,879 R$/kWh. Para comparar, uma das mais baratas é Curitiba, sendo 0,570 R$/kWh.

O que fazer para economizar mais energia ao usar um ar-condicionado portátil?

É possível utilizar a função inverter, que economiza até 60% da conta, além da função timer e sleep. Estas 3 garantem uma conta de energia mais barata.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *